terça-feira, 12 de julho de 2011

A MULHER BOAZINHA NÃO É PÁREO PARA A PODEROSA


  Todas nós conhecemos uma mulher boazinha. É aquela que se entrega por completo a um homem que mal conhece, sem que ele tenha que investir muito. É a mulher que se dá cegamente porque anseia receber de volta a mesma atenção. É a mulher que age de acordo com oque ela acha que o homem gosta ou deseja porque quer manter o relacionamento a qualquer custo. TODA mulher, em algum momento, já passou por isso.
  É verdade que as revistas femininas,em geral, estimulam esse comportamento: "Comece bancando a difícil. Mas no segundo encontro, prepare uma refeição dos deuses para ele, crie um ambiente romântico com música suave, champanhe em copos de cristal e luz de velas... Não se esqueça dos guardanapos bordados e dos morangos orgânicos daquela loja maravilhosa a duas horas de sua casa. Depois, sirva tudo usando uma camisola de renda preta." Essa é uma receita perfeita para quê??? Para um DESASTRE.
  O fato de a mulher se exceder nas atenções com um sujeito que é praticamente um estranho pode levá-lo a duas conclusões: ou ela está desesperada ou ela vai pra cama com qualquer um. Ou ambas as coisas. No final das contas, sabemos, O ESFORÇO QUE ELA FEZ JAMAIS SERÁ APRECIADO, pois TUDO AQUILO QUE PERSEGUIMOS FOGE DE NÓS. 
 As garotas boazinhas precisam aprender algo que as mulheres poderosas já sabem. As concessões excessivas e a ânsia de agradar diminuem o respeito que o homem tem pela mulher e acabam com a atração que inicialmente os aproximou. Os homens, em geral, não se sentem desafiados quando se vêem diante de uma mulher que não mede sacrifícios para conquistá-los. Elas não oferecem o desafio mental que os homens procuram.

Nenhum comentário: