segunda-feira, 19 de julho de 2010

Soletude.

Mas o que é a solidão?
"Solidão é um sentimento no qual uma pessoa sente uma profunda sensação de vazio e isolamento."
É sobre este vazio que eu gostaria de falar...
 
Há pessoas que se sentem vazias mesmo preenchidas de beleza e saúde.
Há aquelas que se sentem despovoadas, mesmo tendo uma família presente.
Há algumas que sentem este vazio no bolso, na carteira, na profissão... (e isso também dói muito!)
 
Existem também aqueles que são sozinhos no amor!
Na teoria, isso só aconteceria aos solteiros, mas a prática diz outra coisa: enamorados, noivos e casados que se cuidem!
 
Essa sensação de vazio - definição "Googleliana" para solidão -  é capaz de te esmagar por dentro, de te reprimir, de te fazer chorar, sofrer... até de te fazer adoecer!
Pode perdurar por muitos dias, anos, ou até mesmo por uma vida inteira.
E ainda que sejas forte o bastante, não há nada que você possa fazer SOZINHO contra ela.
 
Acerba, áspera, pungente...
Pode acontecer com qualquer um, há qualquer hora, por qualquer motivo. 
E pode estar acontecendo comigo ou com você agora!!!!
 
TV a cabo, E-mails, Internet, Orkut, Facebook, Formspring, Twitter... são tantos que seria impossível pensar em solidão com tanta gente te chamando no MSN, não é?!
Mas a solidão não depende do que se tem, ou do que se não tem, você apenas a sente pulsar, forte, continua, dentro do peito, e ela vai com você por onde quer que você vá.
 
SOLIDÃO!
Você simplesmente nasceu, ou acordou com ela, o que não quer dizer que vá morrer com ela.
SOLIDÃO!
Vá com Deus ( ou com o Deabo), mas que vá de uma vez, e pra sempre!
Adeus!

5 comentários:

Proibida para Incrédulos disse...

Um chamado, uma reflexão, um desabafo ou um grito... A transparência de tuas palavras, neste momento, torna-se um espelho. É exatamente a imagem de algo tão corriqueiro e ao mesmo tempo tão desprezível. Nossas tarefas diárias, muitas vezes, impedem-nos de recolhermos a nós mesmos. O que será que meu coração está querendo dizer-me neste momento? Qual será o som daquele grito que tenho contido durante tanto tempo? Alguém me escuta? Ou melhor: Será que alguém me ver? O mundo lá fora está em ruínas. Cuide para que o teu templo continue intacto. Que o amor, a saúde, a perseverança e o amor (mais uma vez) estejam contigo sempre! Verdes campos, vinho e poesia... Muita luz a você, menina-mulher iluminada! Admiro-te! Grande Beijo e parabéns pela escrita.

Antonio Carvalho disse...

Sem dúvida você fala com o coração e deixa que as palavras saim sem medo ou repressão... Um desabafo que todos nós queremos fazer, mas que poucos tem coragem de fazer.
Parabéns!

Karla Hack disse...

ESta sensação de domina as noites vazias sempre gera belos versos... Os seus não são exceção... parabéns!
;D

Luiz Brisa disse...

da p/ ve os sentimento

-Daniii- disse...

estou te seguindo. me segue?